segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Encontro de pescadores do Pará debateu diretrizes para a luta da pesca artesanal no estado junto ao MPP

Por assessoria de comunicação do CPP Nacional 

Encontro de Pescadores e Pescadoras do Pará
Vindos das quatro regiões do Pará - Baixo Amazonas, Marajó, Salgado e Tocantina - pescadores e pescadoras artesanais reuniram-se na capital Belém, junto com integrantes da coordenação nacional do Movimento de Pescadores e Pescadoras Artesanais do Brasil (MPP) e agentes do Conselho Pastoral dos Pescadores (CPP), entre os dias 06 e 07 de dezembro. O Encontro estimulou a reflexão sobre os conflitos enfrentados pelas comunidades pesqueiras no estado e desenhou os passos para fortalecer a luta desses grupos através da integração com o MPP.  

Os desafios existentes no Pará refletem como o Estado lida com a pesca artesanal no país. A política nacional que busca invisibilizar a categoria traz danos como a burocratização ao acesso à carteira de pescador - o que acaba gerando um comércio ilegal do documento - criminaliza os pescadores e pescadoras, estimula os grandes projetos e a privatização das águas que expulsam as comunidades de seu território, entre outras problemáticas também denunciadas durante o Encontro. 

A pescadora Marizelha Lopes fala sobre o MPP
Diante desse cenário, o grupo viu a necessidade de animar a luta da pesca artesanal através da articulação com outras realidades pelo país. A integrante da coordenação nacional do MPP, Marizelha Lopes (Nega), da Bahia, apresentou o histórico e as ações do MPP e estimulou o fortalecimento da organização dos pescadores do Pará a fim de que a integração no movimento se dê de forma sólida e a partir das bases. Assim, foi reafirmado a importância do trabalho de base no estado, articulando lideranças nos municípios e proporcionando momentos de formação. Também foram indicados representantes tanto a nível regional como nacional para a articulação junto ao MPP. 
MPP Pará

As novas decisões reafirmaram a urgência em intensificar a Campanha Nacional pela Regularização do Território das Comunidades Tradicionais Pesqueiras, principal ação do MPP hoje no Brasil. “É importante que a luta dos pescadores e pescadoras no estado do Pará se una ao MPP, temos grandes desafios pela frente e um dos grandes é conseguirmos regularizar nossas terras que, através da Campanha, pode ser concretizado, além de promover o empoderamento das comunidades pesqueiras”, comenta o pescador da região de Tocantina, Adelino Cavalcanti.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário